5 de dez de 2016

[Idiossincrasias] 30

Hoje é o meu aniversário de 30 anos e ao longo do ano diversas pessoas me falaram o quão ruim seria chegar nessa idade. O quanto eu iria pesar as minhas conquistas e sofrer pelas não alcançadas. Pode ser que amanhã eu acorde e perceba que eu deveria ter conquistado x ou y coisas e comece a me cobrar por não ter conseguido, mas faltando 1 hora pro dia acabar posso dizer que nesses 30 anos eu fui e sou feliz com as escolhas e conquista que tive. Algumas podem não ter sido as melhores pensando bem agora, mas eram as decisões que o eu da época acharam melhores, e isso me basta. Mais do que isso é pedir para enlouquecer. 

Quando eu fui morar em Recife com 5 anos, ficou mais fácil ir visitar minha irmã e a família da minha mãe que morava em Fortaleza, coisa que praticamente todo ano fazíamos. No caminho de ida, logo depois de passar de Goiana a estrada passava por um canavial, e do outro lado, por entre a cana, eu sempre via uma igrejinha de telhado inclinado cercada por eucaliptos. Pro eu criança aquela igreja  cercada de eucaliptos era a cena mais linda do mundo.

Anos depois, já crescido, as viagens a Fortaleza diminuíram, mas quis o destino que eu continuasse fazendo parte do percurso para ir a Mossoró (agora na verdade de Mossoró), e a igreja continuou fazendo parte da minha vida. Agora ela já não era tão mais bonita, porque a duplicação da BR-101 acabou levando os eucaliptos que a cercavam e tirou um pouco da magia. Mas ela ainda estava lá, sempre um olhando o outro quando passava. 

Devo ter passado por ela ao longo da minha vida uma meia centena de vezes facilmente, mas nunca tinha parado. Provavelmente por medo dela perder a magia caso o fizesse. Ontem, com os 30 anos batendo na porta, eu me dei conta que a única coisa que eu realmente sempre quis fazer desde pequeno e nunca tinha feito era parar e tirar uma foto dela. Então, se teria algo que eu ira me arrepender de não ter feito antes dos 30 seria isso. Então, bem, aí está. Pode não ser a mais bela do mundo, mas pro eu de 30 ela continua tão bela quanto pro meu eu de 25 anos atrás.